31 de jul de 2012

6º HÁ QUEM DIGA... QUE O AMOR É UM RIACHO...

Força misteriosa é o sexo.
É mais fácil saber como fazê-lo do que por que e com quem fazê-lo.
E quando não se sabe o por quê e com quem fazê-lo, costuma deixar feridas que doem muito fundo e por muito e muito tempo.
A questão, portanto, é achar uma pessoa. E não pode ser qualquer uma. Se não for a pessoa certa, vai doer na alma.
Riachos encontram riachos, e formam rios limpos ou barrentos. Mas é preciso que os dois sejam limpos, para que seja puro e limpo o que deles se formar...
E não adianta forçar o momento. A pressa machuca muito mais do que a longa e anciosa espera. Conheci pessoas lindas que, contudo, se machucaram por não ter suportado a longa espera.
Anteciparam, com a pessoa errada, o que lhes parecia certo. Quando descobriram que haviam dado sua força a alguém que não as queria para sempre, já era tarde para chorar o desperdício.
Riachos não encontram riachos em qualquer volta da colina. Leva tempo. Mais para uns, menos para outros. Pela mesma razão que também os frutos não amadurecem todos ao mesmo tempo...