17 de abr de 2012

HISTÓRIA DE SIMONE - MÃE ADOLESCENTE - CAPÍTULO 16

QUERO QUE O MEU FILHO SE ORGULHE DE MIM

Tchau, Simone.
Não se preocupe! No fundo, eu já perdoei os meus pais!
Eu sabia! Você é muito gente!
Posso pedir um favor?
Pode e deve.
Reze por mim e reze pelo Duda. Eu quero ser mãe de verdade. Quero que o meu filho ou filha se or-gulhe de mim.
Se continuar com este coração bonito é exatamente o que vai acontecer!
Então, tchau, padre!
Tchau outra vez menina! E não deixe de rezar pelo seu bebê.
Tá legal. Todas as noites, todas as manhãs, e, de vez em quando, durante o dia...
E Simone se foi. Quatro meses depois nasceu uma linda menina, exatamente uma semana depois que Simone completou dezesseis anos. O seu pai ficou mais amigo. A mãe se arrepende até hoje de haver pressionado para o aborto. O Duda veio ver a criança, apaixonou-se por ela, assumiu a paternidade e se mostra muito amigo de Simone. Chegou até a propor casamento, mas ela quer um tempo. Um dia, quem sabe?
Tenho rezado muito pelos três. Eu sei que Deus os ama, porque os jovens, quando erram, quase sempre erram pensando amar.
Acho que é por isso que gosto deles...