23 de ago de 2012

CORRIGIR-SE EM GRUPO

Somos assim. Pregador da fé não gosta de ser corrigido nem pelo seu melhor amigo, muito menos por alguém menos culto e menos santo do que ele. É por isso que poucos pregadores se atrevem a pregar aos colegas pregadores. Se falar do padre que bebe, ou do pastor que faz milagres falsos não será ouvido. Ele também tem seus pecados.
Se falar do padre ou pastor que exagera na arrecadação será ridicularizado. Se falar de afetos de mundanidade, de vulgaridade de relações suspeitas com homens, de pedofilia, de moças, não será ouvido. Sabe lá se ele também não tem suas misérias!
O medo de corrigir o outro e de aceitar correção nos torna ainda mais sujeitos ao erro. Nossos telhados de vidro nos acovardam. Mas frota de aviões nas quais nenhum corrige seus pequenos desvios de rota corre o risco de espatifar-se na montanha. Não cai apenas um avião. Caem muitos!

Pe. Zezinho, scj